Cirurgia Íntima Feminina

A cirurgia íntima feminina compreende procedimentos cirúrgicos na região genital da mulher para melhorar a funcionalidade e melhorar condições que a incomodam ou constrangem. Você sente algum incômodo na sua região íntima? Então veja quais são as principais reclamações das mulheres.

 

De maneira geral, as condições que mais incomodam são:

  • Assimetria (tamanhos diferentes) e hipertrofia (aumento) dos pequenos lábios.
  • Flacidez de pequenos e grandes lábios.
  • Defeitos no intróito (entrada) da vagina.
  • Excesso de tecido adiposo supra-púbico.
  • Dificuldade de obter satisfação sexual relacionada com a aparência da genitália.

 

Quais são as indicações para a realização da cirurgia íntima feminina?

Segundo a AGOC (American College of Obstetricans and Gynecologiste) o procedimento pode ser realizado em mulheres maiores de 18 anos que manifestam desconforto psíquico e funcional com a sua genitália.

  • Hipertrofia ou assimetria de pequenos lábios percebida pela paciente que causa desconforto com atividades esportivas ou uso de roupas, dor ou aprisionamento intravaginal dos pequenos lábios durante a penetração vaginal na relação sexual.
  • Alterações vaginais devido a gravidez ou a lesão obstétrica que afetem a aparência  da vagina/vulva e que interferem na sensação prazerosa ao coito.
  • Frouxidão vaginal pós-parto que interfere na satisfação sexual da mulher.

 

Resultados obtidos com a cirurgia:

Um estudo transversal com 258 pacientes que realizaram o procedimento mostrou 91,6% (90-95%) de satisfação  com o resultado da cirurgia e melhora da satisfação sexual (80-85%) após o procedimento. As mesmas taxas de satisfação foram encontradas em outro estudo com 1949 pacientes que se submeteram a labioplastia por diferentes técnicas. 

 

Importante: A forma que o procedimento será realizado deve ser intensamente discutido com a paciente, definindo qual o motivo de querer realizar. Nenhuma cirurgia íntima resolve um problema de relacionamento de casal pré-existente. Deve ser discutida a melhor técnica cirúrgica e realizado documentação em prontuário digital para que possamos reduzir ao máximo a insatisfação com o resultado que, segundo os estudos, pode chegar de 5-10%. Portanto é importante salientar que nem sempre o que a paciente gostaria pode ser feito, e que nem sempre todas as expectativas dela serão atingidas na integralidade.

 

Esse post ajudou você? Então conte aqui embaixo quais eram suas dúvidas sobre a cirurgia íntima feminina. 🙂
Fonte da imagem: Freepik [https://br.freepik.com/fotos-vetores-gratis/mulher]