O Laser íntimo auxilia no tratamento das lesões causadas pelo HPV?

Ao longo da vida 90% da população já entrou em contato com o vírus HPV e não apresentaram sintomas e provavelmente  não terão conhecimento desta informação. Isso acontece porque o próprio sistema imunológico combate e elimina esse vírus do organismo.
Apenas uma parcela dessas pessoas irão  produzir lesões e sintomas. É uma doença silenciosa, por isso é tão perigosa e pode contaminar homens e mulheres.
Mesmo com o avanço da medicina ainda não tem tratamento para o vírus, apenas para a lesão que o vírus causa. Diante disso, é de extrema  importância a realização de exames periódicos citológicos (papanicolau), no caso das mulheres. É um exame simples e rápido, onde o médico colhe células do colo do útero para análise em laboratório.
Em homens, o HPV é descoberto por meio de exames urológicos (pênis) ou dermatológicos (pele). A confirmação da infecção  pode ser feita por exames laboratoriais de diagnóstico molecular como os testes de captura híbrida e Reação em Cadeia da Polimerase (PCR).
Veja a seguir, como o vírus se manifesta, seus sintomas  e o auxílio do laser íntimo para o tratamento.

Entenda  o que é HPV, sua contaminação  e sintomas

O HPV é um vírus que consiste em aproximadamente 200 tipos diferentes sendo que,  em torno de 40 infectam a região anogenital de homens e mulheres.
Esse vírus geralmente é transmitido sexualmente, através do contato genital e oral-genital. Também pode ser contraído  por outros meios. Por exemplo, pelo contato com qualquer objeto ou parte do corpo que esteja infectada e no momento do parto,  podendo ser transmitido da mãe para o bebê.
Um dos sintomas comuns  são as verrugas genitais, popularmente conhecidas como crista de galo. Essas lesões em forma de verrugas é um indicativo que a infecção está ativa, tornando mais fácil a forma de contaminação. Também pode ocorrer ardência e coceira na região genital.

Relação entre HPV e o Câncer

A maioria das pacientes que têm o vírus não terão câncer do colo do útero. Apenas um pequeno número em que as infecções persistem é causada por um tipo viral oncogênico.
Pode ocorrer o desenvolvimento destas lesões se não forem identificadas, principalmente no colo do útero, na vagina, vulva, anus, pênis, orofaringe e boca.
O exame ginecológico é fundamental para diagnosticar as lesões e assim prevenir o câncer do colo do útero.
A prevenção do câncer do colo do útero é realizada através do diagnóstico e tratamento das lesões precursoras através de Vacinas conta HPV. 

Quais são as vantagens do laser íntimo?

Na ginecologia a irradiação do Laser de CO2 é a mais empregada, principalmente em patologias do trato genital inferior.
Têm como característica ser bem absorvido pela água intracelular, promovendo a evaporação tecidual, trazendo bons resultados estéticos e funcionais.
A partir de 2008 essa técnica começou a ser introduzida  cada vez mais no Brasil. Atualmente é o tratamento mais recomendado principalmente nos HPVS  da vagina, que antes desta tecnologia o tratamento só era realizado com ácido.
Além de auxiliar no tratamento das lesões causadas pelo HPV,  o  procedimento é simples e seguro, ele não faz sequelas. Possui precisão cirúrgica e possibilidade de intervenção em áreas de difícil acesso. O tratamento é ambulatorial, sob anestesia local, sendo bem tolerado por pacientes.
Esse tratamento é contínuo. É  de extrema importância que mesmo após o procedimento com  laser CO2, o paciente continue sendo acompanhado e o seu parceiro também busque ajuda, um tratamento ideal para que não aconteça a recontaminação.
Ao receber um diagnóstico de HPV ou se identificar  algum dos sintomas, procure suporte médico e busque informações que possam garantir sua qualidade de vida.
Esse post ajudou você? Então conte aqui embaixo quais eram suas dúvidas sobre o tratamento do Laser íntimo para o tratamento das lesões causadas pelo HPV.