Como lidar com as ondas de calor na menopausa

Você conhece alguém que tenha sentido calor na menopausa? As ondas de calor são a queixa mais comum das mulheres quando estão na menopausa.

 

Também chamadas de fogachos, podem ocorrer em até 80% das mulheres. Embora seja comum, a frequência pode variar de acordo com a cultura e etnia.

 

Algumas mulheres começam a apresentar fogachos durante os últimos anos do período reprodutivo, nesse período geralmente são leves e não requerem nenhum tratamento. Esses sintomas podem ocorrer por um período de 4 a 10 anos após a parada das menstruações, algumas ( +-10%) podem ter sintomas após os 70 anos.

 

Os fogachos são descritos como uma repentina sensação de calor, geralmente mais intensa no rosto, pescoço e parte anterior do tórax, com duração variável, com média de 4 minutos. Frequentemente acompanhadas de suores e seguidas de calafrios, podem ocorrer a qualquer hora do dia, inclusive atrapalhando o sono.

 

Alguns fatores podem contribuir para os sintomas como menopausa precoce e tabagismo. Além disso, bebidas alcoólicas e alimentos muito condimentados podem contribuir. Porém, a sensação de calor não é um sintoma exclusivo da menopausa, também pode ocorrer em outras doenças como: alterações da tireóide, doenças que aumentem o hormônio cortisol, fatores dietéticos, uso de medicações de ação central, tabagismo, ansiedade, entre outros, podem ser causas de ondas de calor não relacionados com a menopausa.

 

Quando os sintomas de fogachos causam impacto na qualidade de vida das mulheres, causando interferência no sono, provocar cansaço crônico, irritabilidade e impacto na função cognitiva é necessário procurar ajuda e iniciar tratamento. 

Medidas gerais para calor na menopausa

  • Evitar excesso de agasalhos 
  • Procurar usar roupas de algodão ou roupas que podem ser retidas em camadas.
  • Evitar ambientes muito quentes.
  • Conscientização que esses momentos são passageiros e que poderão desaparecer.
  • Mulheres obesas ou acima do peso têm maior chance de apresentar ondas de calor e perder peso ajuda a diminuí-los.
  • Evitar fumar
  • Evitar consumo de álcool 
  • Acupuntura pode ajudar a melhorar a qualidade de vida

 

Naquelas onde os sintomas de fogachos são muito intensos, a terapia de reposição hormonal (TH) pode estar indicada caso não haja nenhum impedimento clínico como: trombose, câncer de mama, doença hepática descompensada, câncer de endométrio, lesões precursoras do câncer de mama, sangramento vaginal de causa desconhecida, lúpus eritematoso sistêmico, meningeoma. A TH consiste em utilizar hormônios estrogênicos isolados ou associados a progesterona (no caso das mulheres com útero é preciso associação de progesterona), e existe uma ampla variação de vias de administração, tipos de hormônios e esquema de doses de tratamento.

 

As ondas de calor são a primeira indicação de TH. Esta terapia é o tratamento mais efetivo e podendo reduzir os sintomas em 85-90%. O alívio dos sintomas começa ocorrer de 1-4 semanas. A dose e a duração do tratamento é individualizado para cada caso. Vale ressaltar que um dos riscos da TH é o tromboembolismo venoso, porém antes dos 60 anos esse risco é raro. 

 

Os fogachos são apenas um dos sintomas da menopausa que pode afetar em muito a qualidade de vida. Converse com seu médico sobre as suas dúvidas, ele pode ajudar a esclarecê-las. Me conta aqui embaixo o que achou desta publicação 🙂

Fonte da imagem: Freepik [https://br.freepik.com/fotos-vetores-gratis/fundo]